A vida é uma passagem de ida para onde você quiser ir – Por Betina Pilch

Vai, menina. Chegou a hora de crescer. Este é o momento. Não há mais tempo. Cresça. Torne-se imensa.

Olhe para céu e perceba que pode chegar lá. É verdade, fadas não existem. Mas, acredite: você consegue voar.

Seque estas lágrimas imediatamente, borre cadernos consertando seus versos e sua história, mas não borre seu sorriso para não manchar sua glória.

Corra, menina! Vá atrás dos seus sonhos, gente grande também pode sonhar. A diferença é o que você vai escolher fazer para realizar.

Chega de sofrer por coisas bobas, não seja uma menina tola. Aprenda a olhar a vida de cima, encare os problemas e sorria.

Vai, menina, depende apenas de você. Não se permita murchar, busque sempre florescer. Porque um deserto sem flores é mesmo um deserto. Mas, um deserto florido pode ser chamado de jardim.

Sim, seja sua própria morada e o seu próprio quintal. Seja sua própria paz e o seu próprio vendaval. Perca-se dentro de si mesma, brincando de pique-pega consigo. Seja sua própria morada e seu próprio esconderijo. Assim ninguém vai saber se você está em casa ou se fugiu.

Psiu! Não desvie a atenção, me escute! Não desista daquilo em que acredita. Siga em frente e lute.

Apenas não se esqueça: mesmo sendo mulher, continue sendo menina, porque você prometeu quando pequena que não seria adulta um dia.

Entendo que já se considere velha devido às lições que a vida te deu, mas eu sei que seu coração ainda não envelheceu.

Não rime mais o amor com dor, pinte-o com alguma cor.

Torne a vida prazerosa, para que ela seja gostosa de ser vivida. Entenda que crescer significa aprender a lidar com as feridas.

A fase de tirar a casquinha do machucado já passou. Agora, deixe de uma vez cicatrizar toda a dor.

Olhe para frente, arrisque-se, não tenha medo das novas quedas, pois elas com o tempo trarão firmeza às suas pernas. Assim como é preciso conhecer as trevas para reconhecer uma luz, também é preciso conhecer a queda para, ao se levantar, enfim começar a caminhar.

Agora caminhe. Anime-se. Determine metas. Só não grite. Silencie. Aprenda a ouvir mais do que falar. É necessário escutar para não falhar.

Erre, erre o quanto for preciso, mas aprenda a consertar. Permanecer no erro não te levará a nenhum lugar.

E você não chegou aqui para perder a viagem. Então, após todas as instruções… Segure firme, menina. Respire fundo… Vai começar a decolagem!

Betina Pilch

8 comentários sobre “A vida é uma passagem de ida para onde você quiser ir – Por Betina Pilch

    • Sim, é verdade. Às vezes acho que minha alma não é inerente ao meu corpo, mas vez ou outra se visitam. E é por isso que nem sempre o corpo entende imediatamente o que a alma está sentido há tempos.

  1. Querida Betina,
    Realmente este post não poderia ter sido escrito em outra data, afinal, em véspera de aniversário, os desejos estão à flor da pele e tudo o que a gente mais quer é renovar os sonhos, certo?
    Pois eu espero que o seu próximo ano de vida venha recheado de boas surpresas, com muitas coisas lindas, como você merece!
    Amei o texto!
    Um beijo carinhoso e, mais uma vez, parabéns!

O que você achou do post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s